Língua-mãe | língua materna

Pois, já vimos isto antes

 

      «Esta é a história de um idílio que vira do avesso aquilo que comummente se entende por língua materna. Mais concretamente, a história de um escritor que, no crepúsculo da vida, aos 80 anos, decidiu abandonar a língua inglesa, com a qual toda a vida escreveu e ainda escreve, para adotar como língua literária o castelhano. Complicado? John Maxwell Coetzee fez esta inversão, esta mudança de pele — esta quase impossibilidade» («O Nobel da Literatura que renegou a língua-mãe», Luciana Leiderfarb, Expresso Diário, 17.06.2019).

      Em que ficamos, Luciana Leiderfarb, é língua-mãe ou língua materna? Volte à casa 1 e leia três vezes o verbete «língua» num bom dicionário.

 

[Texto 11 685]

Helder Guégués às 10:02 | comentar | favorito
Etiquetas: ,