Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Maiúscula nos gentílicos

Non capisco

 

 

      «Sem a batalha naval entre Venezianos e Genoveses, [sic] travada a 7 de Setembro de 1298 no estreito de Curzola – uma ilha do Adriático –, Marco Polo talvez nunca tivesse escrito o seu Livro das Maravilhas (em italiano, Il Milione)» (Veneza: Percursos com Corto Maltese, Hugo Pratt, Guido Fuga e Lele Vianello. Tradução de Paula Caetano. Alfragide: Edições Asa II, 2011, p. 13).

     Está certíssimo, como já tenho dito e sempre pratico. Mas uma coisa é certa: ou é o autor ou o tradutor que escrevem assim, ou ninguém se atreve a alterar. Essa é que é essa. Mero exemplo de um poder discricionário tácito.

 

[Texto 4653]

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.