«Mestra-escola»

Não só homens

 

      Estou a ver, creio que pela segunda vez na vida, a palavra mestra-escola. Antes, já o lera aqui: «Quem porém a olharia algo de soslaio seria Judith, menos por ver na mestra-escola a concorrente ao afecto do pai reencontrado do que por suspeitar nela a adventícia movida pela ganância da promoção social» (Tiago Veiga — Uma Biografia, Mário Cláudio. Alfragide: Publicações Dom Quixote, 2011, p. 446).

 

[Texto 5793]

Helder Guégués às 16:49 | favorito
Etiquetas: ,