O AO90 e o PSD

Não é fácil

 

      Até eu tinha como certo que Pacheco Pereira, ontem à noite, na Circulatura do Quadrado, perguntaria a Rui Rio o que pensa fazer em relação ao Acordo Ortográfico de 1990. Em vez de dar a resposta que deu, mais valia que Rui Rio tivesse um delíquio ou qualquer coisa assim benigna e temporária, mas que o impossibilitasse de revelar a enorme ignorância que tem em relação à língua. «Oh pá, o “facto” ponho c, o “fevereiro” às vezes escrevo grande, outras vezes pequeno, para ser sincero, oh pá, umas vezes ponho de uma maneira, outras de outra.» Não tem posição pessoal nem ideias sobre a questão, e por isso não se comprometeu. «Está lá a vermelho [no esboço do programa do partido].» Por conseguinte, não vale a pena alimentarmos grandes esperanças quanto ao que dali virá.

 

[Texto 11 678]

Helder Guégués às 14:44 | favorito
Etiquetas: