O plural, área crítica da língua

Isto é preocupante

 

      «Contactada pelo Público, a assessoria do MAI confirmou que a hipótese de as body cam serem usadas nas fardas está a ser estudada: “A proposta de lei de alteração ao regime jurídico que regula a utilização de sistemas de videovigilância pelas forças de segurança está em fase de conclusão no Ministério da Administração Interna. Estas alterações já integram a proposta da PSP relativa ao uso das designadas ‘body cam’ por parte dos efectivos das forças de segurança, cuja utilização é também objecto de regulamentação. A Comissão Nacional de Protecção de Dados será ouvida no âmbito do processo legislativo.”» («Governo avança com câmaras de vídeo nas fardas dos polícias», Alexandra Campos, Público, 24.01.2019, p. 16).

      Alexandra Campos, deixe lá de copiar os erros da assessoria do MAI — ou também acha que se diz «as body cam»? É que isso, diacho, está mal em português e em inglês. Não percebo. Parece-me elementaríssimo: «Boston police to expand use of body cams among force» (Brooks Sutherland, Boston Herald, 2.08.2018, 12h00).

 

[Texto 10 648]

Helder Guégués às 11:03 | favorito
Etiquetas: ,