«Ó Zé, mas é um homem!»

Nunca é tarde para corrigir

 

      «Esta é a versão que o próprio apresentou à Comissão da Carteira Profissional de Jornalista, segunda-feira, dia 12, numa reunião presencial durante a tarde, e ao Conselho Deontológico, uns dias antes — sexta-feira, por email. Para a reforçar, recorreu a uma perita em gramática, que dá aulas de Técnicas de Revisão numa universidade. Ela ter-lhe-á dado razão acerca da leitura gramatical, segundo apurou a SÁBADO» («“Ó Zé, mas é um homem!», Raquel Lito, Sábado, 15.10.2015, p. 86).

      Uma perita em gramática... Foi V., Adriana? Leitura gramatical... Só espero que JRS saiba agora o que é o género neutro.

 

[Texto 6330]

Helder Guégués às 14:52 | favorito
Etiquetas: ,