Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

«Obstreperous» e «preposterous»

Soluções radicais

 

 

  A miúda comentou que a ideia era «absolutamente prepóstera» (obstreperous). A resposta da mãe fê-la reformular o comentário: a ideia, afinal, era «completamente despropositada» (preposterous). «Prepóstero» podia e devia ter ficado na frase a que pertence. Para obstreperous é que não temos equivalência directa, não temos *obstrépero. Temos, da mesma família, «estrepitoso», com idêntico sentido próprio, mas não os mesmos sentidos figurados. Se bem que... Bem, António Houaiss para traduzir obstreperous  recorreu a... «obstrépero»: «Por certo que sua majestade infante era muito obstrépero a tais formalidades higiênicas e fez todo o mundo sabê-lo» (Ulisses, James Joyce. Lisboa: Difel, 1983, p. 357). «Of course his infant majesty was most obstreperous at such toilet formalities and he let everyone know it.»

 

[Texto 4457]

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.