Ortografia: «câimbra»

Acento circunflexo, não til

 

  «Já preenchi cinco páginas. Uma fatia de uma árvore, mas nenhuma electricidade. Preciso parar. Tenho cãimbras nas mãos e o esforço é inconsequente. O “a” e o “z” já são uma coisa só. Sinto saudades do computador» («O velho e bom hábito de escrever à mão», Ricardo Garcia, Público, 8.06.2015, p. 10).

   Já aqui vimos que as variantes são cãibra, cambra e, ao que parece apenas usada no Brasil, câimbra, não *cãimbra. Percebe-se o erro: como a forma mais usada tem til, quem escreve acha que naturalmente a outra variante também o tem.

 

[Texto 5950]

Helder Guégués às 10:39 | comentar | favorito
Etiquetas: ,