Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Ortografia: «campo-maiorense»

Ora essa! Explica lá

 

      «Em 2015, perto de 7500 voluntários prepararam a última edição das Festas do Povo, na qual participaram 99 ruas, numa extensão de cerca de dez quilómetros, que se deram a conhecer ao mundo durante a famosa “noite da enramação”, na qual os campo-maiorenses se mobilizam para decorar cada uma das suas ruas, de forma a dar início às festas» («Flores de papel de Campo Maior vão decorar ruas de Hiroxima», Carlos Dias, Público, 11.05.2018, p. 19).

      Estranhamente, o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora regista «campomaiorense». E, contudo, acolhe «ponte-limense», em tudo igual. Não, está errado, é mesmo campo-maiorense. Que eu saiba, nos nomes de naturalidade ou nacionalidade formados por compostos, usa-se sempre o hífen. Excepção, assim à primeira vista, é somente neozelandês, e isso porque o primeiro elemento é uma forma reduzida.

 

[Texto 9205]

1 comentário

Comentar post