Ortografia: «cerebrocardiovascular»

Ainda acertam

 

      «“Não obstante o decréscimo verificado nos últimos anos, as doenças cérebro-cardiovasculares continuam a ser a principal causa de morte em Portugal e a esperança de vida saudável aos 65 anos de idade é inferior à média europeia” sublinham os investigadores» («68% da população apresenta dois ou mais fatores de risco para doenças cardiovasculares», Rádio Renascença, 4.02.2020, 6h47).

      Eu também o sublinho, mas com a esferográfica vermelha: a grafia é cerebrocardiovascular.

 

[Texto 12 769]

Helder Guégués às 08:30 | favorito
Etiquetas: ,