Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Ortografia: «contactar»

Se é assim com uma jornalista...

 

      «Entretanto, a FLASH! contatou vários amigos da jornalista e todos desvalorizaram este incidente» («As horas dramáticas de Judite», Ana Cristina Esteveira, Flash!, 24-30.07.2015, p. 18).

    Tudo leva a crer que também este erro veio para ficar. Em Portugal, as formas usadas — mesmo depois do Acordo Ortográfico de 1990 — são contactar e contacto, sempre com c medial articulado. Se uma jornalista dá este erro, imagine-se agora o falante comum. E contactar por entrar em contacto com é anglicismo, como Evanildo Bechara lembra na sua Moderna Gramática Portuguesa.

 

[Texto 6113]

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    João de Braga Filho 04.08.2015 17:12

    Assim não vale! Asneiras antes de e depois do AO não servem para argumentar. 
  • Sem imagem de perfil

    nuno 04.08.2015 20:04

    Infelizmente, anda aí uma certa dificuldade com as leituras e com a interpretação do que se lê, um problema que não decorre do AO90.

    Se estamos a falar da criação de novos erros, de palavras cuja escrita e pronúncia começaram a ser deturpadas por causa do acordo, é óbvio que não só servem para argumentar como se tem de falar disso.

    Antes do AO90, que mexeu nas consoantes mudas, ninguém se lembraria de começar a comer consoantes que se pronunciam. É isso que está aqui em causa: o facto de, à conta do AO90, alguns terem passado a pronunciar certas palavras (como contactar e facto) erradamente.

    Onde é que está a confusão?
  • Sem imagem de perfil

    R.A. 05.08.2015 09:05

    Por acaso, muito antes do AO90, outras consoantes mudas caíram sem estrondo: assignatura, collega, Anna, lucta, offender, etc.
    Para não falar na queda do h - ninguém, ninguém mesmo, pronuncia [pói.bi.do] depois de prohibido ter perdido o h...
  • Comentar:

    Comentar via SAPO Blogs

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.