Ortografia: «eh pá»

Gelado, gelado

 

      «“E portanto, portanto, como era do meu primo, é meu (...) Pronto é assim que os senhores fazem imputações. Como é seu primo, epá, isto era seu certamente. Epá, parabéns”, reagiu Sócrates com ironia durante o interrogatório» («O que Sócrates disse e ouviu quando foi interrogado», António José Vilela, Sábado, 11.06.2015, p. 48).

   Não se percebe se o jornalista queria escrever EPA, a sigla de Environmental Protection Agency, ou Epá, a marca de gelados. Não?! Eh pá, já percebi. (E se o Ministério Público não tem nada e estiver só a atirar barro à parede? Impossível? Veremos.)

 

[Texto 5967]

Helder Guégués às 23:44 | comentar | favorito
Etiquetas: ,