Os equívocos do AO90

Isto não é uma gralha

 

      «A isto chamam os anglossaxónicos “self-hatred”, o ódio de si próprio, de que fala gente da mesma tribo dos Tavares a propósito dos judeus que criticam a ocupação israelita da Palestina, ou dos homens que denunciam a dominação masculina, ou dos ocidentais que criticam o papel histórico do Ocidente, isto é, de tudo aquilo que o reacionarismo cultural diz hoje ser uma “moda” estrangeirada adotada por uma “intelligentsia ociosa” nacional» («O “homem branco autoflagelado”», Manuel Loff, Público, 21.07.2018, p. 53).

      Querem seguir as regras mal-alinhavadas do Acordo Ortográfico de 1990 — fogem do reaccionarismo, mas caem nos braços do errorismo. Qual era exactamente o problema da anterior ortografia, que já me esqueci?

 

[Texto 9684]

Helder Guégués às 07:57 | favorito
Etiquetas: ,