Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linguagista

Os Hereros e os jornalistas

Não digam disparates

 

      «Os colonos alemães mataram dezenas de milhares de herero e nama em massacres entre 1904 e 1908, considerados por historiadores como o primeiro genocídio do século XX» («Alemanha admite genocídio na Namíbia e vai pagar mais mil milhões em ajudas», Rádio Renascença, 28.05.2021, 8h59).

      Por qualquer razão que não nos compete indagar, boa parte dos nossos jornalistas recusam-se a pensar. Limitam-se a reproduzir, ainda que se afigure, logo à primeira vista, um disparate. Felizmente, há sempre quem saiba: «A sul e a oriente dos Umbundos havia vários outros grupos tribais mais pequenos, entre eles os Lunda-Quiocos, os Ganguelas, os Hereros, os Nhaneca-Humbes, os Ambos e os Xindongas, alguns ocupando parte do actual Sudoeste Africano (Namíbia)» (História de Portugal, Vol. 3, António de Oliveira Marques. Lisboa: Edições Ágora, 1972, p. 161).

 

[Texto 15 164]