Os seguidores do pastor Russell no dicionário

Nessa não me apanham

 

      «Helena Strzelecka, uma polaca do mesmo grupo, recordou uma ocasião em que foi com Gerda ao bunker recolher o corpo de uma testemunha de Jeová de uma cela» (Se Isto é Uma Mulher, Sarah Helm. Tradução de Ana Saldanha. Queluz de Baixo: Editorial Presença, 2015, p. 272).

      Não é teatro: sofri mesmo uma comoção ao ver que o dicionário da Porto Editora grafa com hífen o nome dos membros ou seguidores do movimento cristão Testemunhas de Jeová, fundado nos EUA pelo pastor Charles Taze Russell (na definição, escrevem «Russel», erro muito comum). Não sabia desta perfídia. Tenho duas soluções: ou adopto (adoto), em parte e neste aspecto (aspeto), o AO90, e escrevo como ali acima, ou, como mais informalmente se diz há décadas (e o dicionário da Porto Editora ainda não regista), escrevo jeová.

 

[Texto 11 803]

Helder Guégués às 09:38 | favorito