«Passar juízo»?

Passar do juízo

 

      «O Sr. Peabody sorriu e disse: — Realmente tens. Para a próxima, não sejas tão rápido a passar juízo sobre as pessoas. E lembra-te do poder que têm as tuas palavras» (As Maçãs do Sr. Peabody, Madonna. Tradução de Miguel e Susana Serras Pereira. Lisboa: Dom Quixote, 2007, 2.ª ed., p. 28). Ué (diria um brasileiro), «passar juízo»? E, no entanto, no original está algo tão simples e claro como isto: «Next time, don’t be so quick to judge a person. And remember the power of your words.» 

 

[Texto 4105]

Helder Guégués às 08:15 | comentar | favorito
Etiquetas: