«Pedir a morte»

Pedir como Vieira

 

      Sofria muito e «pedia para morrer». E a quem se pede licença para morrer? A Deus, com certeza. Em português escorreito, porém, não é assim que se diz, nem «pedia que morresse», por equívoco. Regressemos ao P.e António Vieira, que, num dos sermões, falando de Elias, escreve que «acabou de conhecer quanto melhor lhe era o morrer que o viver, e por isso despedindo-se da vida, pedia a morte: Tolle animam meam». Simples: pedia a morte.

 

[Texto 6436]

Helder Guégués às 19:06 | comentar | favorito
Etiquetas: ,