Pequenas embirrações

«Tarde na noite»

 

 

  «Mas agora é tarde na noite e as ruas largas permitem-te fazer ziguezagues» (Enquanto Lisboa Arde, o Rio de Janeiro Pega Fogo, Hugo Gonçalves. Lisboa: Casa das Letras, 2013, p. 256).

   Serve apenas — calma, calma! — para exemplificar, porque a expressão ouve-se e lê-se por aí algumas vezes. Poucas, felizmente. Detesto-a, com todas as veras do meu coração.

 

[Texto 4767]

Helder Guégués às 21:29 | comentar | favorito
Etiquetas: