Plural de «rol»

Eu roo, tu róis

 

      «Os róis eram muito restritos, não conseguindo, de forma alguma, remediar todas as situações de penúria. Por isso eram disputados» (Protecção Social em Portugal na Idade Moderna, Maria Antónia Lopes. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2010, p. 64).

      Porto Editora, se em rol não indicas o plural, róis, como queres que o falante não erre? Sobretudo nos tempos que correm, só as máscaras já lhes dão muito que fazer. Agora, até aqui no prédio andam de máscara, os cordeirinhos ignorantes!

 

[Texto 14 249]

Helder Guégués às 08:00 | comentar | favorito
Etiquetas: ,