Plural de «triclinium»

Vale pela intenção

 

      «Quando faziam os seus festins que, invariavelmente e depois de umas quantas passagens pelo vomitorium, acabavam em bacanal, os romanos ricos não se sentavam em cadeiras dispostas à volta de uma mesa, deitavam-se nos triclinium (o equivalente actual a uma chaise longue), na divisão da casa com o mesmo nome, e iam despachando os pratos do banquete enquanto esperavam que as cativas lhes dessem uvas à boca, à laia de tira-gosto» («Passámos uma semana em pé», Tânia Pereirinha, Sábado, 16-22.10.2014, p. 82).

      Não, não: deitavam-se nos triclínios ou nos triclinia, e, graças aos tricliniarcas e aos tricliniários, era uma festa. E quanto às uvas, e apesar de ser apenas «à laia de», não me parece, pois que tira-gosto é o alimento com que se acompanha uma bebida fora das refeições.

[Texto 5416] 

Helder Guégués às 22:08 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,