Pobre ortografia

Então, é simples

 

      «A rádio pública de Israel emitiu um pedido de desculpa aos seus ouvintes depois de ter passado uma música [Götterdämmerung (Crepúsculo dos Deuses)] de Richard Wagner. O compositor alemão do século XIX não é bem visto [sic] em Israel, por causa das suas posições antisemitas e por ser adorado por Adolf Hitler» («Rádio israelita pede desculpa por passar Richard Wagner», Rádio Renascença, 4.09.2018, 15h56).

      Disseram-lhes que com o Acordo Ortográfico de 1990 era simples, bastava eliminar os hífenes, e eles assim fizeram: «anti-semita», é claro, passa logo a *«antisemita». (Richard Wagner malvisto em Israel por ser «adorado» por Hitler passa um pouco das marcas. E se Hitler também «adorasse» salsichas, que devíamos fazer? No mesmo artigo: «O pedido de desculpa da rádio pública foi criticado por Jonathan Livny, diretor da Wagner Society de Israel, para quem o mais importante é a “beleza” da música e não as ideias de quem a compõe.» O Times of Israel alarga-se nos motivos da rejeição do legado wagneriano: «is infused with anti-Semitism, misogyny, and proto-Nazi ideas of racial purity, was Adolf Hitler’s favorite composer».)

 

[Texto 9858]

Helder Guégués às 08:14 | comentar | favorito
Etiquetas: ,