«Pôr de lado/pôr em dúvida»

É a evolução, estúpido

 

      «António Costa coloca de lado uma hipótese de demissão do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes. Para quem pensa que o ministro se vai demitir, “pode tirar o cavalinho da chuva”, disse o primeiro-ministro. [...] Primeiro, António Costa coloca em dúvida que os problemas que a comunicação social tem reportado existam, de facto» («Demissão do ministro da Saúde? Podem “tirar o cavalinho da chuva”, diz Costa», Rádio Renascença, 11.08.2018, 11h19).

      Então agora já não se diz pôr de lado e pôr em dúvida? Os desculpabilizadores andam por aí — e também escrevem livros, muito apreciados por eles próprios —, e asseguram que tudo está bem, é a evolução da língua, um organismo vivo.

 

[Texto 9763]

Helder Guégués às 09:31 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,