Promessas e malogros

Rentes de Carvalho, uma promessa?

 

      Lembram-se do «malogrado jornalista» que morrera pacificamente na sua cama aos 91 anos? Hoje temos algo semelhante: «Hoje com 86 anos, Rentes de Carvalho
 é uma das sólidas promessas da literatura nacional, a que continua a dedicar o seu cuidado: O Meças foi publicado este ano e é uma história de memórias descobertas num tempo marcado pela violência. É sempre na narrativa do quotidiano, das agruras, de esperanças, do cruzamento de vários mundos, que Rentes de Carvalho melhor se destaca na escrita meticulosa e contida» («Rentes de Carvalho e a rebeldia», Francisco Louçã, Público, 7.04.2016, p. 55).

 

[Texto 6796]

Helder Guégués às 22:23 | favorito