«Quanto mais», de novo

Não que ele mereça

 

    Vamos lá ajudar de novo o tal leitor com dificuldades de aprendizagem (não que ele mereça, mas enfim): «“Eu também posso dizer que um juiz que trai o Código Civil e usa o preconceito da Bíblia e até leis de 1886 não tem qualquer probidade moral nem para ser juiz, quanto mais para dar lições de moral seja a quem for”, disse Bruno Nogueira» («Bruno Nogueira responde a Neto de Moura: “Não irei levar um pau com pregos para o agredir mesmo sabendo que me podia valer a absolvição”», Inês Ameixa, Observador, 4.03.2019, 9h47).

 

[Texto 10 926]

Helder Guégués às 19:35 | favorito
Etiquetas: