Quarteirões, ensanches e outras coisas

Mais miudezas

 

      E por falar em arquitectos e estudantes de Arquitectura: o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora não acolhe um termo de origem espanhola que se usa, que é ensanche. Contudo, como podemos (podemos?) usar a locução plano de expansão, esqueçamos. (Mas regista ensancha, que, num dos sentidos figurados, significa «ampliação».) Uma desta área do urbanismo que naquele dicionário está pobremente definida: quarteirão. Está assim definida (sem variar há décadas): «grupo de casas que dá para quatro ruas ou travessas». E se estiver delimitada por três ruas, já não é um quarteirão? (Já agora diga-se que «arruamento» também não está bem definido.) Decerto, a etimologia provável diz que não, mas a realidade desmente-o, além da designação que tem noutras línguas. Assim, José Ressano Garcia Lamas, por exemplo, fala em três ou mais vias (in Morfologia Urbana da Cidade. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian/Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica, s/d, p. 88).

 

[Texto 10 380]

Helder Guégués às 18:27 | favorito