Que maquinarias estas

Cientificamente

 

   Ana Gerschenfeld entrevista hoje, no Público, o cientista norte-americano, de ascendência portuguesa, Craig Mello, Prémio Nobel da Medicina em 2006. «Recebeu», pergunta-lhe a jornalista, «o Nobel pela descoberta do mecanismo de “ARN de interferência”. Pode explicar do que se trata?» A resposta é extensa, mas só nos interessa a primeira parte: «As células vivem na idade da informação há milhares de milhões de anos. Portanto, precisam de ter maneira de pesquisar informação e para isso desenvolveram uma série de maquinarias muito parecidas com o Google, que nós utilizamos para fazer pesquisas na Web» («Craig Mello. “Há muito boa ciência por fazer que não apresenta qualquer problema ético”», Público, 28.12.2015, p. 30). 

      Não sabemos que língua usou o entrevistado, mas é muito provável que fosse inglês. Ora, aquelas «maquinarias» só têm explicação, a meu ver, se foi tradução — e má tradução — do inglês machineries. Não será antes «mecanismos», e talvez até «processos»?

 

[Texto 6508]

Helder Guégués às 21:38 | comentar | favorito