«Roto/rompido»

Os molambentos

 

      «Hospitais vão receber cerca de 5000 euros para tratar cada aneurisma roto» (Romana Borja-Santos, Público, 30.01.2016, p. 12).

    Está bem, mas já tenho lido a forma, que me parece completamente anómala, «aneurisma rompido». Rompido é particípio; roto é usado como adjectivo, que, naturalmente, pode ser substantivado — Ri o roto do esfarrapado. Ou — versão para o Brasil — É o roto que empresta ao molambento. Esperava, confesso, encontrar aqui algo como isto: «Hospitais vão receber cerca de 5000 euros para tratar cada ruptura de aneurisma».

 

[Texto 6581]

Helder Guégués às 15:47 | favorito
Etiquetas: ,