Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

«Salvo/salvas»

Ambas correctas, uma esquecida

 

      «É permitido todo o género de trabalho, cultura, indústria e comércio, salvas as restrições da lei por utilidade pública» (Constituição de 1838, art. 23.º, § 3.º).

      Hoje em dia, dir-se-ia, quase de certeza, «salvo as restrições, etc.», e, no entanto, são ambas igualmente correctas. Num caso, entende-se a palavra como particípio passado que se convolou em adjectivo; no outro, é mera preposição.

 

[Texto 5723]

2 comentários

Comentar post