«Saprófago/necrófago»

Essencialmente sinónimos

 

      «Se ele [Marcelo] está bem recordado das aulas de botânica sabe que os cogumelos são fungos e que a maioria dos fungos (tal como as bactérias) alimentam-se decompondo a matéria orgânica de corpos mortos. A ciência chama-lhe saprófagos (dos corpos vivos dir-se-ia necrófagos) e popularmente são referidos como decompositores. Mas atenção: alimentam-se em boa parte de organismos vivos, com os quais se associam. Deste modo são igualmente parasitas ou mutualísticos» («Cogumelos: será que Marcelo se lembra de botânica?», Henrique Monteiro, Expresso Diário, 6.07.2016).

      Será mesmo assim? A nossa primeira obrigação, recordem-se, é duvidar. Saprófago é o que se alimenta de substâncias putrefactas; necrófago, por sua vez, é o que se alimenta de cadáveres ou substâncias em decomposição. Há, de facto, fungos necrófagos (estuda-se isso em Medicina Legal, por exemplo), mas não se alimentam de corpos vivos, mas sim de corpos mortos — como os elementos do vocábulos deixam supor. Aposto, porém, que não era isto que Henrique Monteiro queria escrever.

 

[Texto 6940]

Helder Guégués às 17:52 | comentar | favorito
Etiquetas: ,