Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Sem revisão

Entreposto, hangar, celeiro

 

 

      «Marek Schramm é fã de automóveis velhos [sic] e admirador de João Paulo II. No passado dia 14 deixou Berlim, ao volante do antigo carro do cardeal Karol Wojtyla, para ir a Roma, com uma passagem por Cracóvia, assistir à canonização do papa polaco. “A sua velocidade máxima é de 115 km/h, mas conduz-se bem a 70”, explica com orgulho Marek Shramm, um alemão filho de uma polaca que em 2012 comprou o antigo carro de Wojtyla que passara 30 anos a ganhar ferrugem num entreposto na Alemanha. [...] “Tudo isto me parece bastante complicado: ir por autoestrada com um carro que não ultrapassa os 70 km/h...”, confidenciou à AFP Piotr Staszcyk, cunhado do motorista de Karol Wojtyla, que foi o último a ter conduzido o seu automóvel em 1982, antes de este acabar por passar décadas num hangar» («A caminho da Polónia ao volante do carro de João Paulo II», Céline Le Prioux, Diário de Notícias, 23.04.2014, p. 21).

     Só aqui já há incongruência, mas no Bild leio que esteve guardado aquele tempo todo «in einer polnischen Scheune», «num celeiro na Polónia».

 

[Texto 4451]

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.