Sempre foi Cantuária

Ninguém vela por isto

 

    «Apesar de ser canadiano, o marceneiro [Michael Ibsen] vive no Reino Unido há 30 anos e é uma figura central na identificação dos restos do antigo rei, que em 2012 fez as manchetes da comunicação social em todo o mundo, quando o esqueleto foi desenterrado num parque de estacionamento em Leicester. Amanhã, quando o esqueleto de Ricardo III voltar a ser enterrado, a cerimónia vai ser conduzida pelo arcebispo de Canterbury e será transmitida nas televisões» («Desta vez, Ricardo III vai ter a sua despedida real», Karla Adam, Público, 25.03.2015, p. 32).

      Há-de ser esquecimento do tradutor: habitualmente, é Cantuária, e muito bem, que usam.

 

[Texto 5686]

Helder Guégués às 14:40 | comentar | favorito
Etiquetas: ,