Sempre o plural

Até custa a dizer

 

 

   «Isto conta-nos o padre Rufino Xavier, entre as casas de xisto das ruas desta aldeia transmontana, mostrando-nos outro negócio da família, o turismo rural — a taberna será também gerida pelos Xavier. Aos 38 anos, Rufino, reitor do Seminário de S. José em Bragança, não tem pudor em admitir que gosta do negócio» («“Se é preciso fazer alguma coisa, fazemos todos”», Joana Gorjão Henriques, Público, 23.08.2014, p. 8).

   Mas Camilo e qualquer pessoa com os pés assentes na terra e a cabeça nos ombros: «Ora, os Xavieres de sua avó materna eram sangue puro, sem glóbulo de mouro ou judeu» (in A Caveira da Mártir).

 

[Texto 4984]

Helder Guégués às 21:46 | favorito
Etiquetas: ,