«Síndrome do encarceramento»

Só com os olhos

 

      «Os avanços poderão também ser importantes na medicina, defendem os cientistas: “Um descodificador de linguagem pode ter um valor incalculável para indivíduos com problemas de comunicação como na esclerose lateral amiotrófica e na síndrome do encarceramento [em que os doentes só conseguem piscar os olhos]”» («Zonas do cérebro associadas às palavras e aos seus significados», Nicolau Ferreira, Público, 28.04.2016, p. 25).

      Não queria que a locução estivesse nos dicionários, mas esperava que pelo menos «encarceramento» estivesse em todos, o que não acontece: não está no Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa, que, no entanto, regista «desencarceramento». Ninguém viu... Na síndrome do encarceramento (locked-in syndrome, para a legião de anglófonos que nos segue) verifica-se, de facto, tetraplegia, anartria, com preservação de consciência, e a referida movimentação ocular. É também designada síndrome do homem fechado em si mesmo, síndrome do homem fechado dentro e pseudocoma*. Logo, se se registasse esta última, pseudocoma, na definição poderia ser usada a locução «síndrome do encarceramento».

 

[Texto 6774]

 

      * Veja-se aqui um caso real. O livro de Martin Pistorius tem tradução portuguesa, publicada em 2015 pela editora Nascente.

Helder Guégués às 10:38 | comentar | favorito
Etiquetas: ,