Só se fosse em inglês

Mais choferes e mais erros

 

      «Os taxistas manifestam-se em Lisboa, Porto e Faro contra a entrada em vigor, em novembro, da lei que regula as quatro plataformas eletrónicas de transporte que operam em Portugal – Uber, Taxify, Cabify e Chaffeur Privé» («#Somos Táxi. ANTRAL admite prolongar protesto e deixa apelo aos partidos», Rádio Renascença, 19.08.2018, 8h43).

      Graças a Deus, # Não Somos Táxi. Adiante. Eu não sabia que já tínhamos outro concorrente. Não admira, é novo — tão novo que os jornalistas ainda nem atinam com a grafia correcta. É Chauffeur Privé.

 

[Texto 9944]

Helder Guégués às 10:30 | comentar | favorito
Etiquetas: ,