Sobre «básquete»

Agora, o português (I)

 

      Só ontem à noite é que me disseram que Sandra Duarte Tavares tem uma rubrica na RTP, Agora, o português (eles escrevem tudo com minúsculas, mal aconselhados), na qual continua a esbanjar os seus conhecimentos. Assim, à pergunta de José Pedro Vasconcelos sobre se é correcto ou incorrecto dizer-se «básquete», Sandra Duarte Tavares embrulhou-se de tal maneira, e ela teve forçosamente noção disso, que quem não sabia, e muitas seriam, nada ficou a saber. E que havia para saber, afinal? Muito pouco, mas certo: básquete, que está atestado nos dicionários, explica-se pelo fenómeno designado braquissemia, ou redução vocabular, como, já aqui o vimos, «foto» por «fotografia», «pneu» por «pneumático», «otorrino» por «otorrinolaringologista», «logo» por «logótipo», e tantas outras. A forma plena, basquetebol, vem do inglês basketball e é escassamente usada, precisamente por ser mais difícil de proferir e escrever. Tão-só isto.

 

[Texto 7090] 

Helder Guégués às 10:46 | favorito
Etiquetas: ,