Sobre «burgomestre»

É o máximo

 

 

      Já viram o vídeo do burgomestre Fred de Graaf a pousar demoradamente a mão no traseiro da calipígia rainha Máxima da Holanda? O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora diz-nos que burgomestre é o «título que, em alguns países da Europa, se dá ao primeiro magistrado municipal». Será mesmo? Não será antes o principal autarca, edil? No Diário de Notícias, pode ler-se que o «autarca Fred de Graaf» é o «presidente da Câmara de Amstelveen».

      Agora a rainha podia, até porque nasceu na Argentina, também falar em cojones, mas há uma lei que diz que figuras públicas só podem usar a palavra a cada dezoito anos: antes de Miriam Clegg, há dias, houve o caso de Madeleine Albright, em 1996, a propósito de a Força Aérea cubana ter derrubado duas avionetas da organização Hermanos al Rescate. Cá está, tem de haver hispanófonos pelo meio. E ouvem aquele invejoso a gritar: «Hij grijpt gewoon haar bil!»? Apetece responder-lhe: «Loop neuken!»

 

[Texto 4480]

Helder Guégués às 09:18 | favorito