Sobre «federalizar»

Ainda é deles

 

 

      «Fica por saber qual será a abertura das autoridades de Kiev em relação ao cenário de federalização do país. Para a Rússia, a grande vantagem é a de poder manter a influência nas regiões do Leste, que passam a ter maior autonomia política e económica. Esta perspectiva poderá não ser bem acolhida pela oposição que derrubou Viktor Ianukovich e que fez da aproximação à União Europeia a grande prioridade» («Federalização da Ucrânia, uma ideia que agrada a Moscovo», João Ruela Ribeiro, Público, 21.03.2014, p. 5).

       Cândido de Figueiredo escreveu que federalizar, «tornar federal», era neologismo brasileiro. Hoje em dia, o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora diz quase o mesmo: já não é neologismo, mas é termo usado no Brasil. Só pode ser por influência do inglês federalize.

 

[Texto 4252] 

Helder Guégués às 08:02 | favorito
Etiquetas: