Sobre «monofisismo»

Só têm de corrigir

 

      Sobre monofisismo, lê-se isto na Infopédia: «O monofisismo foi uma doutrina herética oriental do século V d. C. O nome de “monofisismo” advém da crença em uma só natureza (ou physis, em grego) na pessoa de Cristo. O seu principal promotor foi Eutiques, que acabou por ser condenado no Concílio de Calcedónia em 451. […] Na sexta sessão, esta fórmula foi aceite também pelos imperadores bizantinos Marciano e Pulquéria, sendo contudo rejeitada por um dos mais acérrimos monofisistas, Dióscuro.» E, no entanto, o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora não regista «monofisista», apenas «monofisita». O bom Sacconi regista ambos (mas não acolhe «salafita» nem «salafista» ou «vaabita», e tão-pouco «islamista», apenas «islamita»). E claro — adeus, cultura clássica — que é Êutiques e Dióscoro. Corrijam, não propaguem ainda mais erros.

 

[Texto 6466]

Helder Guégués às 22:00 | favorito
Etiquetas: ,