Sobre «nacho»

E não acaba

 

      No Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, já não falta muito da cozinha tex-mex: temos os nachos, os tacos e os burritos. Depois de aqui ter falado de tacos e nachos, incluíram estas palavras, mas, no caso dos nachos, não concordo com a definição: «CULINÁRIA plural petisco de origem mexicana composto por pequenos pedaços de massa crocante, geralmente triangulares e feitos com farinha de milho, que se comem cobertos com queijo e/ou outros recheios». Dada a forma do nacho, não pode levar recheio — mas somente cobertura. E quanto ao mais, bem, fico a aguardar pelos termos jalapenho e pimenta-jalapenho, que, afinal, vejo por todo o lado, de lojas a livros. A última vez foi na obra As Delícias de Ella, de Ella Woodward (Alfragide: Lua de Papel, 2015), que já aqui citei a propósito do aportuguesamento «taíne».

 

[Texto 9105]

Helder Guégués às 23:19 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,