Sobre o verbo «importar»

Também cozinheiros?

 

      «Muitos outros ditadores foram ainda mais extravagantes, como Mao, que só comia arroz de uma quinta que produzia para seu consumo exclusivo, ou Kim Jong-il, da Coreia do Norte, que mandava ir caviar do Irão e mangas da Tailândia e até importou um cozinheiro do Japão para lhe fazer sushi» («Os ditadores e as suas obsessões com a comida», Filomena Naves, Diário de Notícias, 13.08.2015, p. 24).

   Importar é trazer do estrangeiro, e certamente, na ausência de distinção nos dicionários, se pode referir a bens e a pessoas; aliás, nem é raro usar o verbo com a palavra «mão-de-obra». E, no entanto, há-de ser raro encontrá-lo referido a pessoas.

 

[Texto 6161]

Helder Guégués às 18:58 | favorito