Sobre «viés»

De esguelha

 

    «Em sua música Almanaque, lançada em 1981, o compositor Chico Buarque perguntava, sarcástico: “Quem pintou a bandeira brasileira, que tinha tanto lápis de cor?” Mais do que um julgamento estético, a piada tinha um viés político, já que à época os símbolos nacionais eram usados como marketing político pela ditadura militar» («Variações sobre o mesmo tema», Aventuras na História, n.º 143, Junho de 2015, p. 16).

    Se apenas existisse o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora, o pobre leitor hesitaria entre «direcção oblíqua; esguelha» e «tira de pano cortada da peça, em diagonal».

 

[Texto 5926]

Helder Guégués às 10:57 | comentar | favorito
Etiquetas: