«Spill over»

Meia explicação 

 

      «Castro Almeida nota que o acordo de parceria não faz referência ao spill over [efeito difusor, admitido como argumento para afectação de verbas destinadas às regiões mais pobre [sic] em Lisboa], que considera “inevitável”, desde que não usado abusivamente a favor do centralismo, como Rui Moreira já disse recear. Aliás, ainda como autarca de S. João da Madeira, Castro Almeida votou na Junta Metropolitana do Porto uma queixa a Bruxelas contra Portugal por recurso ao spill over» («Castro Almeida vê críticas de Moreira como “equívocos”», A. V./Lusa, Público, 4.02.2014, p. 9).

      Parece que o jornalista tinha intenção de explicar o que é o spill over, mas depois atrapalhou-se. Aqui, Paulo Ferreira, sem deixar de lhe dar o mesmo nome, explica do que se trata.

 

[Texto 3980]

Helder Guégués às 06:46 | comentar | favorito
Etiquetas: