Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Género: «naira»

Menino ou menina?

 

      «“Hoje sou o número 290, o que posso fazer?”, perguntou de forma retórica Mohammed Ali Danazumi. O feirante de Kano referia-se ao número da lista de espera a que tinha acedido ao fim de duas horas numa fila. No dia anterior não conseguira levantar dinheiro dos bancos de Kano, um problema que se agravou nos últimos dias devido à introdução de novas notas de naira, a moeda local, e a retirada de circulação das velhas» («Naira velha não vira naira nova. Nigerianos sem dinheiro na mão», César Avó, Diário de Notícias, 13.02.2023, p. 19). Feminino, diz também o VOLP da Academia Brasileira de Letras. Masculino, diz o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora.

 

[Texto 17 723]

Género: «iguana»

É dos dois géneros

 

      «HANNAH (surgindo na varanda): Estive ali a ver a iguana mais de perto» (A Noite da Iguana, Tennessee Williams. Tradução de Idalina S. N. Pina Amaro. Colecção «Os livros das três abelhas». Lisboa: Publicações Europa-América, 1965, p. 110).

      Para a Academia Brasileira de Letras, iguana é do género masculino; para a Porto Editora, é do género feminino. Podiam entender-se.

 

[Texto 13 981]