Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Como se escreve por aí

Com que então colegas...

 

      «[Sócrates] Voltou a atacar o colega Carlos Alexandre ao falar novamente da violação do juiz natural. Uma questão a que regressa de forma amiúde, mas que os tribunais já decidiram não ter qualquer fundamento» («MP quer levar Sócrates à GNR da Ericeira», Débora Carvalho e Tânia Laranjo, Correio da Manhã, 1.07.2022, p. 8).

      Muitos cursos tem o homem. Este, o de Direito, foi-lhe conferido pelo benemérito Correio da Manhã. E o argumento não tem qualquer fundamento. Ou será nenhum fundamento, sabem?

 

[Texto 16 568]

Taclamacã ou Taclimacã

Há muito que o temos, e melhor

 

      «A linha ferroviária circular, em torno do maior deserto da China, o Taklimakan, está distribuída por 2712 quilómetros, uma vez que o troço recém-inaugurado foi integrado noutros três já existentes, de acordo com informação avançada pela empresa estatal China Railway» («Ferrovia circunda deserto», Correio da Manhã, 17.06.2022, p. 32). Estão agora a descobrir o mundo. Há séculos que se diz em português Taclamacã ou Taclimacã.

 

[Texto 16 496]