Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Como se pontua por aí

Muito mal

 

      «A dois dias da votação na generalidade do OE2022, as negociações para garantir a aprovação do orçamento avançam sobre areias movediças. Os portugueses perguntam cada vez mais se o Governo cai ou não cai? Se haverá ou não crise política? Do PS chegam sinais de divisão entre os que querem salvar o orçamento e os que preferem avançar para eleições antecipadas» («Isto é que vai uma crise!», Margarida Cardoso, Expresso Curto, 25.10.2021).

      Está tudo muito bem, o pior é não saber pontuar as frases. Vejo muito este erro em traduções do inglês, e tanto em trabalhos de novatos como de veteranos que julgam saber tudo. Têm duas formas de pontuar correctamente estas frases. Pois bem, escolhem a terceira via — errada.

 

[Texto 15 604]

Como se traduz por aí

Simplesmente aberrante

 

      «Le démontage de l’échafaudage qui était en place lors de l’incendie a été l’un des chantiers les plus complexes de cette phase de travaux. Il a fallu aussi procéder à “ la dépose du grand orgue, des chantiers-tests de nettoyage dans deux chapelles, la pose de cintres en bois sous les arcs-boutants ou encore (au) déblaiement et (au) tri des vestiges et la sécurisation de la croisée du transept ”, précise le communiqué» («Les travaux de sécurisation de Notre-Dame de Paris achevés, la restauration va commencer», CentrePresse, 18.09.2021, 12h31).

      Agora vejamos como a Lusa traduziu aquilo: «“A catedral está agora totalmente segura” após esta fase que incluiu o desmantelamento do andaime que estava instalado durante o incêndio, “a remoção do grande órgão, a limpeza dos locais de ensaio em duas capelas, a instalação de cabides de madeira sob os contrafortes voadores ou a clareira e triagem dos restos mortais e assegurar a travessia transepto”» («Concluídas obras de consolidação da catedral de Notre-Dame», Rádio Renascença, 18.09.2021, 13h03). E na Rádio Renascença, tal como noutros meios, limitam-se a reproduzir tal qual os disparates da Lusa. Isto é que é brio profissional...

 

[Texto 15 481]