Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Léxico: «gendarmaria | comissariado»

Passou em dias

 

      «Uns dias antes, *** marcara o encontro num café. Menos formal do que na gendarmaria. Também menos impressionante.» Temos aqui um problema, pois a Porto Editora não tem onde pôr esta gente: «corpo de polícia militar encarregado de manter a ordem pública em alguns países». E já que falamos de chuis*, também te falta uma acepção em comissariado. Ora pensa.

 

[Texto 16 989]

 

* Coloquial, Porto Editora? Não será antes, e quase sempre, pejorativo? Alguns dicionários dizem-no informal, o que me parece mais acertado. Seja como for, eu próprio um dia pensei ir para a Polícia Judiciária. 

 

Léxico: «estrutura positiva | estrutura negativa | pré-historiador»

Um já é nosso conhecido

 

      «“Trabalhar num lugar que tem vários níveis de ocupação é como fazer um puzzle difícil. É preciso identificar os principais elementos dos vários períodos cronológicos, as suas estruturas positivas [construções em pedra ou madeira] e as negativas [fossos ou valas], e ir separando uns dos outros para ler melhor tudo o que chegou até nós”, diz a pré-historiadora, chamando a atenção para o “impacto imenso” que as Linhas de Torres tiveram na paisagem, já que são compostas por fortes, redutos, e estradas militares que obrigaram a uma desmatação sistemática, a desvios de linhas de água e à criação de escarpas à força de explosivos» («A última guerra em Portugal continental passou por este monte», Lucinda Canelas, Público, 26.09.2022, p. 28). Tudo isto é importante. Quanto a pré-historiador, já em 2014 (!) eu o sugerira para dicionarização.

 

[Texto 16 988]