07
Abr 20

Léxico: «podocarpácea(s)»

Uma família botânica

 

      «É uma descoberta que está a agitar a comunidade científica mundial na área da paleobotânica (ciência que estuda as plantas fósseis). Dois investigadores — o português Mário Miguel Mendes e o checo Jirí Kvacek ­— descobriram um cone ovulífero atribuível à conífera da família Podocarpaceae em Portugal. A descoberta deste fóssil com cerca de 110 milhões [de anos] vem pôr fim a uma das mais antigas discussões entre cientistas e apaixonados por botânica: a presença de podocarpáceas no hemisfério norte» («Descoberta de fóssil revoluciona ciência», Sónia Dias, Correio da Manhã, 5.04.2020, p. 40).

 

[Texto 13 107]

Helder Guégués às 10:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «cercamento»

Mais uma esquecida

 

      «O comitê tem ações de revitalização, como cercamento de nascentes, construção de pequenas barragens, plantio de mata nativa e levantamento da demanda e oferta de água, mas reclama de falta de apoio federal» («Sem águas do rio São Francisco, turismo em Pirapora acumula perdas», Carolina Linhares, Folha de S. Paulo, 29.08.2018, 2h00).

      Vem a tal pergunta: «Queria pesquisar cerceamento, cerramento?» Agora ficam a saber que não, nada disso.

 

[Texto 13 105]

Helder Guégués às 09:30 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «autovigilância»

É do que precisam agora

 

      E os doentes crónicos? «Preocupam-me os diabéticos», confessa Pedro Lobo do Vale, médico de família, «os que têm colesterol alto, os que são hipertensos ou que têm algum tipo de doença cardiovascular, porque estes efetivamente precisam de estar controlados. Neste contexto, a autovigilância vai ser mais importante do que nunca. O que têm de fazer é continuar a fazer a medicação tal como antes, para manterem a sua doença controlada. E não é necessário açambarcar medicamentos pois, se precisarem, os médicos estão disponíveis para passarem receitas por via eletrónica» («“A autovigilância é agora mais importante”», Vanessa Fidalgo, Correio da Manhã, 3.04.2020, p. 25).

 

[Texto 13 104]

Helder Guégués às 09:15 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «cobre-sapatos»

Agora feitos em Portugal

 

      Sim, o Governo também quer as nossas empresas a produzir cobre-botas e... cobre-sapatos: «Coberturas de sapatos de uso único e impermeáveis (cobre-sapatos), preferencialmente com sola antiderrapante de polipropileno não-tecido resistente a fluidos e respirável».

 

[Texto 13 100]

Helder Guégués às 08:15 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «semimáscara»

Também não há

 

      Com a definição de zaragatoa corrigida no dicionário da Porto Editora, é tempo de falarmos de outros casos ainda propiciados por este tempo que vivemos. Entre os dispositivos médicos e equipamentos de protecção individual que o Governo pretende que as empresas portuguesas fabriquem estão semimáscaras filtrantes (classe FFP2 e FFP3), peças de ajuste facial que cobrem boca, nariz e queixo. Os dicionários desconhecem o termo.

 

[Texto 13 099]

Helder Guégués às 08:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,
06
Abr 20

Léxico: «central»

Nem este!?

 

      «Jorge Teixeira, central que joga no Sint-Truiden, concorda com a proposta de antecipação do fim dos campeonatos submetida pela Liga belga aos clubes daquele país» («Central português no futebol belga defende que ​“terminar já todos os campeonatos é o mais sensato”», José Pedro Pinto, Rádio Renascença, 3.04.2020, 14h07). Esta acepção de central não está registada no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora? Estão a brincar.

 

 

[Texto 13 098]

Helder Guégués às 09:45 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «bioartesanal | pré-fermento»

Do pão

 

      «Filipe Melo é padeiro, faz pão bioartesanal, esteve aos comandos da padaria Pão Nosso, no Porto. O processo de construção do pão não varia, no entanto é preciso cuidado com um ingrediente base. “Atenção às farinhas que se compram. As farinhas biológicas são muito boas”, garante. No seu pão de centeio (na foto), o pré-fermento leva 50 gramas de farinha de centeio, 50 gramas de água, uma colher de sopa de fermento natural. A massa de pão é feita com 280 gramas de água, 350 gramas de farinha de centeio, pré-fermento, sete gramas de sal» («Pão nosso e caseiro», Sara Dias Oliveira, Notícias Magazine, 29.03.2020, p. 43).

 

 [Texto 13 097]

Helder Guégués às 09:30 | comentar | ver comentários (2) | favorito
Etiquetas: ,

Léxico: «unicórnio-do-mar»

O outro nome do narval

 

      «De acordo com um estudo desenvolvido por cientistas da Arizona State University, nos EUA, os narvais – uma espécie de baleia dentada que vive nas águas frias do Ártico e que também é apelidada de unicórnio do mar – usam as suas presas parecidas com chifres como “arma sexual” para atrair fêmeas» («Unicórnios do mar. Afinal o tamanho sempre conta», Notícias Magazine, 29.03.2020, p. 9). Pois, é verdade. «Entre os cetáceos há uma baleia, o narval, que também dá pelo nome de “unicórnio-do-mar”, mas, para ser rigorosa, não tem propriamente um corno, e sim uma espécie de dente incisivo na mandíbula superior esquerda que cresce para fora» (O Impiedoso País das Maravilhas e o Fim do Mundo, Haruki Murakami. Tradução de Maria João Lourenço e Maria João da Rocha Afonso. Alfragide: Casa das Letras, 2017, p. 109).

 

 [Texto 13 096]

Helder Guégués às 09:15 | comentar | ver comentários (1) | favorito
Etiquetas: ,