Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Definição: «hibridação»

Ora nem de propósito

 

      «A investigadora conta que inicialmente estas duas espécies viviam em partes distintas da ilha: a Schistometopum thomense habitava as partes mais secas do Norte e a Schistometopum ephele as zonas mais húmidas do Sul. Mas, agora, já se encontraram no Centro da ilha e a equipa encontrou provas genéticas de reprodução cruzada entre elas (portanto, de hibridação). “Este é um padrão comum quando espécies próximas se encontram na natureza e, claro, pode também acontecer de forma artificial”, indica Rayna Bell, que considera mesmo que esta hibridação pode ajudar a explicar a confusão sobre o número de espécies nos últimos 150 anos» («A incrível saga de dois anfíbios sem membros em São Tomé», Teresa Sofia Serafim, Público, 10.05.2021, 16h50).

      Isso mesmo, o que me leva a crer que a definição de hibridação no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora pode induzir em erro o leitor: «BIOLOGIA produção de híbridos, animais ou vegetais, resultantes do cruzamento de espécies distintas; hibridização». Não poderá levar a crer-se, pelo uso do termo «produção», que é somente resultado da intervenção do Homem? (Ah, sim, não tardará e temos aí vozes contra este uso da palavra «homem» em sentido universal, para significar TODOS os homens e mulheres.)

 

[Texto 15 088]

Enxugar, secar, enxambrar

Mas alguma coisa mudou?

 

      «O trabalho da raia, de que me confesso fã incondicional, e que curávamos de pelo menos três formas diferentes – enxambrada, ao sol, e em salmoura forte – tinha um cheiro nauseabundo, a ponto de se fazer ao largo, para evitar isso e as moscas» («Fiel ao Fiel, sempre!», Fernando Melo, Diário de Notícias, 10.05.2021, p. 30). No dicionário da Porto Editora, diz-se que enxambrar é «1. secar incompletamente; 2. enxugar à sombra; 3. humedecer (um tecido) o suficiente para se poder brunir». Será assim? Correia de Lacerda, no seu Novo Dicionário de Sinónimos, escreve: «Enxuga-se o que está molhado externa e accidentalmente. Secca-se o que tem humidade propria, ou está penetrado della. Enxugam-se as lagrimas de que está banhado o rosto. Secca-se o madeiro verde, que ainda conserva a natural humidade. Enxambrar é pôr a roupa a seccar tanto quanto baste para se poder engomar, ou passar a ferro; é enxugar algum tanto, sem que chegue a seccar

 

[Texto 15 085]