Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linguagista

Tradução: «voûte»

Brincalhões

 

       «Segundo a agência France-Presse, o momento de homenagem ao marido de Isabel II ficou marcado quando o seu caixão foi carregado pelas escadas que conduzem à capela, onde será sepultado na abóbada real» («Família Real diz adeus a Filipe, o “apoio” e a “força” de Isabel II durante 73 anos. Veja as imagens», TSF, 17.04.2021, 13h58).

      Sepultado na abóbada real? Será uma espécie de Capela dos Ossos? Ai esta Lusa, esta TSF... É muito mais do que um problema de tradução. Trata-se da Royal Vault, a cripta real, sob a Capela de São Jorge, no Castelo de Windsor. Em francês, voûte royale. Ou seja, senhores jornalistas preguiçosos, voûte não é somente «abóbada».

 

[Texto 14 967]

Uma temporada nas obras

Só seis meses

 

      Muitos dos nossos tradutores precisavam — além de estudar melhor a língua, claro — de uma temporada nas obras. (Para os mais literatos, uma temporada no Inferno, sem Rimbaud nem cerveja.) Quantos deles, coitados, confundem azulejo com mosaico, tecto com telhado, ombreira com padieira? Umas boas desgraças, não haja dúvida. E alguns, ingratos, brutos que nem portas.

 

[Texto 14 866]