Tradução: «arisco»

Não me parece nada bem

 

      «O que ele busca é ganhá-la ele, vencer com o seu próprio esforço e destreza o animal áspero [bruto arisco], com tudo o que se lhe junta depois: a imersão na campina, a salubridade do exercício, a distracção do seu trabalho, etc.» (Sobre a Caça e os Touros, José Ortega y Gasset. Tradução de José Bento. Lisboa: Edições Cotovia, 2004, 2.ª ed., p. 76).

  Eis aqui um claríssimo exemplo de uma desnecessária e mesmo contraproducente fuga à letra do original. Também temos, e é imediatamente mais compreensível no contexto, «arisco». E «con todos los aditamentos que esto lleva a la zaga» foi pobremente traduzido por «com tudo o que se lhe junta depois». A tão expressiva locução a la zaga exigia aqui um equivalente igualmente expressivo.

 

[Texto 4145]

Helder Guégués às 06:46 | favorito
Etiquetas: