Tradução: «calanque»

As semelhanças

 

      No domingo, vi na RTP2, pela primeira vez, um episódio da série A Estagiária, e gostei muito, devo dizer. Não pude deixar de reparar que a tradutora, Luísa Rodrigues, optou por deixar no original, em três ou quatro ocorrências, o termo francês calanque. Fez bem ou fez mal? No Dicionário de Francês-Português da Porto Editora, por exemplo, diz-se que se deve traduzir por «angra» ou «calheta».

      Comecemos por ver o que se diz no Trèsor: «[En Méditerranée] Crique ou petite baie entourée de rochers». Então, não é uma baía qualquer. Não se podia aplicar aqui à baía de Cascais, por exemplo. Mas vejam a semelhança entre calanque (ou calangue) e calheta. Esta é uma pequena cala — que também está presente em calanque. «Término regional usado en Provence (Francia), para designar anfractuosidades de la costa corsa, que semeja un litoral de rías. Estas anfractuosidades forman verdaderos cañones en terrenos calizos invadidos por el mar» (Vocabulario Geomorfológico, Consuelo Soto Mora. Instituto de Geografía, Universidad Nacional Autónoma de México, 1965, p. 35).

 

[Texto 13 806]

Helder Guégués às 15:15 | comentar | favorito
Etiquetas: ,