Tradução: «can opener»

Não o diria

 

 

      «Voltaram para o parque e sentaram-se num banco sob os choupos americanos enquanto Raul abria a sua cerveja com um abridor de latas que tinha no bolso e bebia em grandes goles, não tirando a lata de dentro do saco» (Inquietude, William Boyd. Tradução de Inês Castro. Cruz Quebrada: Casa das Letras, 2008, 2.ª ed., p. 217).

      «Indigno de estar aqui», diz de si para si o leitor do Linguagista. Não é. Repare: tradutora e revisora deixaram assim, quando todos sabemos que é abre-latas que se diz.

 

[Texto 4060]

Helder Guégués às 23:17 | favorito
Etiquetas: ,